segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Poema de Sete Caras - homenagem a Drummond


Quando nasci, um anjo louco,
desses que vivem às sombras
disse:Vai Amanda, ser inadequada na vida!

As carolas espiam mulheres
Que correm atrás de homens
A noite talvez fosse rubro
Não houvesse tantos sonhos.

O ônibus passa cheio de pernas?
pernas magras,gordas e tortas.
Pra que tanta perna meu Deus,pergunta meu coração
Porém meus lábios não perguntam nada

A mulher atrás das lentes é séria,
simples e forte
Quase não conversa
Tem poucas, raras amigas
A menina atrás da lente dos óculos

Meu Deus, porque me abandonaste
se sabias que eu não era santa
se sabias que eu era fraca

Mundo,mundo, vasto horizonte
Se eu me chamasse Charlotte
Seria uma rima, não solução
Mundo,mundo, vasto horizonte
Mais vasto é o terreno do meu coração

Eu não devia te contar
pois essa vodka
Esse mar
Botam a gente comovida como o diabo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário