terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Poesia da vida incompreendida

Poesia não é para ser entendida
Poesia não é para ser limitada
Não é para ser demasiada

Poesia é paixão
Poesia é agitação
Poesia é emancipação

Poesia não é só rima
Poesia não é só menina
Poesia não é regalia

Poesia é poeta
É a alma da poetisa
Que nasce e finda
Entre a obstrução e a brecha
Da vida
Incompreendida.

Amandha Souza - 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário