sexta-feira, 11 de março de 2011

Versos ambíguos

Será a primeira vez.
Meus olhos vão ser como rios.
Me atacará um êxtase febril
Meu corpo irá esvair-se em dor
Não irei pensar em nada, vou apenas sentir.

Esquecerei minha condição
Não existirão mais problemas,
E sentirei o perfume das rosas
Irei tirar todo o veneno do meu coração.

Meu amor, quando eu chegar
Me tome nos braços
Quero sentir teus músculos
Pela tarde a me embalar

Aqui sou deserto,
Mais aí, no teu leito,
Me despirei deste véu negro,
Seremos um único espírito.

Me beije, me toque,
Estejas nos meus sonhos,
Cante para mim teus versos

Depois de todas essas emoções
Vou outra vez deixar-te
Nossos mundos são distantes
E não posso amar-te pela eternidade.

Um comentário:

  1. Mãos humanas às vezes escrevem sentimentos divinos. Aqui você fez isso. Divino.

    ResponderExcluir