terça-feira, 3 de maio de 2011

Navegar e só

Que a vida me leve
Que o luar me namore
Que os livros me consolem
Que o amor me embale
Que a chuva me molhe.

Algum farol há de me guiar
Alguma estrada há de aparecer
Meus passos não vão retornar.

E aí,
Onde eu chegar,
Irei cumprir as promessas que me fiz
E e outro mapa irei desenhar...
Não vou poder mais esperar.

Sonho.
Envolvo-me de poesia
E não tenho tempo
Para acomodar as rimas.

Não vou perder a esperança;
Não dessa vez.
Navegarei...
Navegarei e só.

Nenhum comentário:

Postar um comentário