domingo, 11 de dezembro de 2011

Quando um muro separa, uma ponte une.
Se a vingança encara, o remorso pune.
Você vem me agarra, alguém vem e me solta.
Você vai na marra, ela um dia volta.
E se a força é tua, ela um dia é nossa.
Olha o muro! Olha a ponte!
Olha o dia de ontem chegando...
Que medo você tem de nós!
Olha aí...
Você corta um verso, eu escrevo outro.
Você me prende vivo, eu escapo morto.
De repente...
Olha eu de novo!
Perturbando a paz, exigindo o troco.
Vamos por aí, eu e meu cachorro.
Olha o verso, olha o outro,
Olha o velho, olha o moço chegando...
Que medo você tem de nós!
Olha aí...
O muro caiu. Olha a ponte!
Da liberdade, guardiã.
O braço do Cristo, o horizonte,
Abraça o dia de amanhã.
Olha aí...

Pesadelo - Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro

Um comentário: