segunda-feira, 23 de maio de 2011

Uma introdução a mim.

Eu. A Contradição, a vontade de vir a ser.Sou também a ação; sou mulher.Detesto a subordinação. Sou poetisa.Grito pela igualdade: de cor, de gênero de poder de pensamento. Sou feminista.A menina, a guria, a universitária, a professora, a amiga, a namorada.Não sei se desempenho bem tais papeis; só sei que os faço como se apenas eu pudesse os realizar.Sou tantas numa só que nem eu sei explicar.Estrategista, Impulsiva. Nunca Fiz terapia (apesar de achar que deveria).Preciso de opiniões avulsas; opiniões construtivas ou destrutivas... Quero um aval para aprimorar essa outra metade da minha vida.Estou quase com duas décadas de vida. Coisa deprimente. Queria ir continuando adolescente, mas, pensando bem, nunca fui criança, nunca fui menina; já nasci mulher.Mulher de asas... voando livre. Posso até não sair de casa, mas meus dedos digitando nesse teclado por horas e horas seguidas constroem minha biografia. Meus cadernos velhos, cheirando a lavanda guardam minhas poesias e contos (alguns cheios de erotismo, outros tão puros que parecem histórias de anjos).Pois bem. Vou seguindo essas bifurcações; e espero ser essa coisa a introdução do livro que nem comecei a escrever ainda.
Quem sou eu, sentada no meu próprio Divã?Amandha di Souza ( que por questões de numerologia assina assim).

Nenhum comentário:

Postar um comentário