quinta-feira, 9 de junho de 2011

Tanta coisa não há de vigorar. E eu, quando começo a escrever, a lembrar d'outros tempos... ah... pensamento navega longe... eram tantos sonhos... Os sonhos e os cérebros evoluíram... Pensei que deveria mudar. Chorei, mas foi preciso. De princesa transformar-se em rainha. É fatal. Versos podem mesmo se tornar realidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário