terça-feira, 29 de novembro de 2011

Eu não troco um sorvete por você.

Que verdade é essa que me apanha desatenta? Que vontade, que ideia de falta é essa? Não consigo acreditar que eu caí sobre as cinzas do que restou de nós dois.
A lágrima, ao ver a imagem sacra passar me fez mais uma vez te perdoar. Te perdoo pois sei que você não vê nada além daquilo que te mostram. Sei disso por experiência própria pois por muito tempo te mostrei só o que eu queria.
Errei.
Julguei que você era mais esperto. Não era.
Eu sei que você lê o meu blog. Você lê porque sabe que vez ou outra eu vou fazer isso quando eu lembrar daquilo que ficou marcado na carne. Escrever pra você é uma tortura.
Eu consegui deixar a maior parte das coisas da gente no passado, você não, e é por isso que não me liberto totalmente dessas amarras.
Já te pedi tantas vezes... e continuo pedindo pra que você se afaste de mim. Não fale com minha irmã, não passe na frente da minha casa como se procurasse algo, não faça nada  que me envolva.
Não acha que já foi pesado de mais pra mim?
Troquei tanta coisa na minha vida por você... lembra? Bolsa de estudos - São Paulo - emprego - Portugal. Aquelas coisas significavam muito pra mim, mas parecia que você era mais importante. Eu deixaria minha mãe pra ir estudar em São Paulo, sem exitar, mas não consegui deixar você.
Tem horas que eu acho mesmo que você é um babaca. Isso porque eu tenho amigOs, e dois deles me disseram que iam incentivar as namoradas caso oportunidades assim viessem pra elas.
Cara, eu não sei no que eu pensava... Eu não sei o que rolava nessa minha cabecinha, mas acho que se for pra falar de bruxaria aqui o bruxo foi você não acha?
Falar pro teu primo sobre a gente foi fail. Falar pro cara que ainda vai ferrar com a tua vida o que rolou com a gente foi fail². Falar pra corja da Igreja sobre o fim do nosso namoro foi fail³.
Você tem noção do que isso tudo fez comigo? Você nunca se perguntou porque eu nunca mais apareci na igreja? Você não sabe mesmo porque eu exclui todas as pessoas que você considera da minha vida?
Tem dias que choro. Choro muito. Se você pensa que é por você, engano seu.
Lembra da última sms que te mandei? Aquela do dia 30/07/2011 às 23hs? Acredite, não retiro nenhuma vírgula dela.
Se eu não esqueço as coisas ruins é claro que também não esqueço as boas, por isso se afasta tá bom...
Se você quer conversar comigo pede meu telefone pra alguém. Vem aqui em casa, marca em algum lugar, sei lá... seja o homem que você não foi quando eu precisei de você.
Na boa, sai desse mundinho onde tudo é perfeito. Sai dessa amizade que te atrasa. Joga fora essas coisas todas que te prendem num lugar que não existe, joga fora essas pessoas, inclusive eu.
Você é um cara inteligente, por isso gostei de você. Estou errada ou o trágico fim do nosso relacionamento teve influências?
Não seja burro. Me esqueça. Esqueça Santa Rita, Igreja, amigos FALSOS e pense em quem você é sem que nada disso te influencie.
Por isso não demos certo.
Eu sei voar sozinha sem me preocupar com as coisas que deixo pra trás, mas você tem uma necessidade ridícula de ter sempre alguém junto contigo pra fazer qualquer coisa da vida.
Fiquei puta da vida quando você foi comprar meu presente do dia dos namorados acompanhado. Eu fui comprar sozinha e você sabe bem o quanto eu odeio comprar presente pros outros. Não precisávamos da opinião dele. Seu amigo já tem o casamento dele pra tomar conta.
Não deixa ninguém ser responsável pela tua vida tá bom? E não me pergunte porque raios eu ainda me importo.
Eu me importo com você, mas, acredite, EU NÃO TROCO UM SORVETE NUM DIA DE CHUVA POR VOCÊ.




Nenhum comentário:

Postar um comentário