quinta-feira, 17 de novembro de 2011

O mar

Me dei conta de que venho falando muito sobre o mar.
Talvez seja influência de minha Orixá Iemanjá.
Talvez seja por uma lembrança de infância qualquer.
Talvez seja mesmo porque eu gosto do mar.
Talvez não seja por nada disso, afinal, o mar é só o mar...

Mas o mar tem aquele cheiro,
Aquele convite...
Aquela qualquer coisa
Que me leva pra junto dele.

Que saudades que tenho do mar...
De entregar-me nos seus braços,
De brincar nele como criança,
De sentir minha pele queimar
Pelo sol e pelo sal,
O sal do mar.

E mesmo salgado o mar
tem algo doce.
Não sei explicar
O mar.

O mar que navego.
O mar que me navega.
O mar que me sossega,
Que me enjoa
Que me faz sonhadora
De terras distantes.

4 comentários:

  1. ai q lindo!
    acho q nao preciso comentar mais nada...

    >.<

    ResponderExcluir
  2. Cara mesmo não gostando de praia eu ainda assim adoro o mar e essa sua postagem é sem dúvida uma boa declaração de amor ao mar. Show. \0/\0/\0/...

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Gustavo...
    Ando 'poetando' muito... rsrs... Acho que é um bom sinal (ou não).

    ResponderExcluir